Tratamento para impacto femoroacetabular em Goiânia

O Impacto Femoroacetabular (IFA) é uma condição ortopédica onde ocorre um conflito dinâmico na articulação do quadril, especialmente durante movimentos como flexão e rotação interna. Essa incongruência é frequentemente causada por deformidades na transição entre o colo e a cabeça do fêmur, ou alterações na borda acetabular da bacia. Essas anomalias podem levar a danos na cartilagem e no labrum, resultando em dor e, eventualmente, em artrose precoce.

Tipos de Impacto Femoroacetabular

Came (“Cam”)

O impacto tipo “came” surge de uma protuberância não-esférica na transição colo-cabeça do fêmur.

Mais comum em homens jovens, praticantes de atividades esportivas.

Durante a flexão do quadril, essa protuberância colide com o acetábulo, danificando a cartilagem e o labrum.

Pinçamento (“Pincer”)

O impacto tipo “pincer” ocorre devido ao excesso de cobertura acetabular sobre o colo do fêmur.

Isso leva ao esmagamento do labrum entre o colo do fêmur e o rebordo acetabular, causando sua degeneração progressiva.

Misto

Na maioria dos casos sintomáticos, ambos os tipos de deformidade estão presentes, causando um impacto misto.

Essas condições frequentemente necessitam de intervenção cirúrgica para correção.

Causas e Diagnóstico

O IFA geralmente se desenvolve durante a adolescência devido a deformidades ósseas que se tornam sintomáticas ao longo dos anos.

Pacientes jovens e atletas podem apresentar sintomas mais cedo do que indivíduos sedentários.

O diagnóstico inclui exame físico detalhado, radiografias simples, ressonância magnética e, às vezes, tomografia computadorizada para planejamento cirúrgico preciso.

Tratamento Conservador

Em alguns casos, fisioterapia pode ajudar a fortalecer os músculos estabilizadores do quadril e reduzir a dor.

Evitar atividades que exacerbam os sintomas pode ser necessário.

Tratamento Cirúrgico

A abordagem preferida atualmente é a artroscopia, que permite acessar a articulação com mínima invasão.

Durante a cirurgia, as deformidades ósseas são corrigidas e o labrum pode ser reparado usando âncoras ortopédicas.

Recuperação Pós-Cirúrgica

A fisioterapia é iniciada imediatamente após a cirurgia para promover a recuperação e fortalecimento muscular.

O retorno às atividades físicas pode variar de três a seis meses, dependendo da extensão das lesões cartilaginosas encontradas durante o procedimento.

Por que escolher o Dr. Fernando Ferro?

Escolher o Dr. Fernando Ferro para suas necessidades ortopédicas é optar por excelência, experiência e comprometimento com o bem-estar dos pacientes. Com formação sólida na Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e especializações em instituições de renome como o Hospital das Clínicas da USP e o Steadman Clinic nos EUA, o Dr. Ferro traz consigo um vasto conhecimento em Ortopedia e Cirurgia do Quadril. Sua abordagem cuidadosa e personalizada, aliada ao uso das mais avançadas técnicas e tecnologias, assegura resultados eficazes e uma recuperação mais rápida.

Dr. Fernando Ferro | Cirurgia do Quadril em Goiânia

Dr. Fernando Ferro

Ortopedista especializado em Cirurgia do Quadril

Membro do Corpo Editorial da revista Arthroscopy.
Membro da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia (SBOT).
Membro da Sociedade Brasileira de Quadril (SBQ).